ECOVOLUNTARIADO COM SUSTENTARTE

SUSTENTARTE

Voilà quelques photos qui montrent comment cette magnifique équipe travaille, dans la joie et la bonne humeur!


Dynamica de grupo


Antigamente, os assentamentos humanos foram construidos utilizando os recursos disponíveis na região e as técnicas locais que evoluiram ao longo de millares de anos para satisfazer as necesidades dos moradores com relação ao tipo de clima da região. Isso fez da  construção uma atividade sustentável  e de baixo impacto ambiental.



 
 
A Bioconstrução resgata o uso de técnicas simples e materiais locais, de baixo custo que, aliados às eco-tecnologias, geram um mínimo impacto ambiental, tornando-se uma alternativa eficiente à crescente demanda por habitação nos centros urbanos.

 

Ø  Resumo do Curso no Jardim de Gaya (Févereiro 2014/Junho 2014): 


O curso conta com 4 módulos onde serão abordados temas desde a estrutura ate o acabamento de um projeto sustentável.


As atividades práticas serao apoiadas por aulas teóricas e orientadas por uma equipe qualificada. Os participantes vão desenvolver noções teóricas e práticas sobre cada tema.


No Jardim de Gaya, o produto final será a optimizaçao do Jardim de Gaya com a instalaçao de um telhado verde, de um kiosque, de banheiros secos e de comodos para alojamentos, ambos construidos com bambu e terra, utilizando diversas técnicas de construção ecológica.

 

Ø  Objetivos:

Aplicar de forma prática diversas técnicas e materiais de construção ecológica. Por meio de aulas teóricas e trabalhos coletivos, promover a capacitação dos participantes para demultiplicar atividades sustentáveis com autonomia e confiança.

Viabilizar o Jardim de Gaya como espaço de referencia para difundir tecnicas de construçao ecologica e de preservaçao ambiental, integradas a um programa diversificado de atividades e intercambios culturais em prol do desenvolvimento sustentavel.


Temas abordados no curso :

·         Bambu: Elemento estrutural e técnicas de construção.

·         Terra: Usos e técnicas de construção

o    Adobe

o    Cob

o    Pau a Pique

o    Modelagem

·         Teto Verde: Alternativa sustentável urbana.

·         Impermeabilização e Acabamentos.

·         Tintas Naturais: Elaboração e aplicação

 
Ø  Carga Horária: 80h/mes/6 meses

 
Ø  Público Alvo : Eco voluntarios. Profissionais e estudantes de arquitetura, design, engenharia, geografia, biologia e demais áreas afins. Pessoas interessadas  em desenvolver habilidades de construção ecológica e com baixo impacto ambiental; para trabalhos e dinámicas em grupo.


 


 

DESCRICAO DAS AULAS :
BAMBU
Apresentação do projeto.
IIntrodução ao uso e técnicas de construção do bambu.
Construção com terra (fabricação de tijolos de adobe).




TETO VERDE (Construção com bambu pantográfica)
Apresentação Teto Verde: Fundamentos ecológicos, importância e referências.
Normas de segurança das ferramentas utilizadas.

Construção do Teto Verde:

Estrutura

Impermeabilização e drenagem
Plantação




CONSTRUÇÃO COM TERRA
A Construção com Terra no Mundo, histórico e referências.
Técnicas de construção com terra:  Colocação tijolos de adobe, Cob, Pau a Pique,
 
 




ACABAMENTOS NATURAIS
Acabamentos: Valorizando a construção natural.

Acabamentos: Rústico vs Contemporâneo
Reboco Grosso, Reboco Fino
Modelagem artística
Tintas naturais

 


 
 

















Ø  Observações:
Vagas limitadas à 20 pessoas, com possibilidade de residencia (alberguismo) com inscriçao antecipada UNICAMENTE pelo Email : ojardimdegaya@gmail.com
 


Ø  Recomendações :

Roupas confortáveis e que possam sujar (e eventualmente estragar).

Protetor solar, bonés e chapéus,

Esparadrapo (para enrolar nas maos em alguns pontos estratégicos).

Sapato fechado + chinelo

Disposição e boa vontade para aprender coisas novas!




Segue o link do video do último curso de bioconstrução que realizamos no Rio: http://www.youtube.com/watch?v=0ofwhMJHemw

 


 



 




 
 









Posts les plus consultés de ce blog

CONGRES MONDIAL DE LA NATURE - Donnons la voix aux populations indigènes

6ème Festival Paroles et Merveilles entre Rio et Marseille « Enfances, Nature et Influences »