Cirandas de Villa Lobos Reinvenções - Aliança francesa de Botafogo- abril 2015


PALAVRAS E MARAVILHAS

 
 

 
O livro "Cirandas de Villa Lobos - Reinvenções" será apresentado ao público carioca com audição do CD e leitura dramática, em  sarau lítero/musical na Aliança francesa de Botafogo dia 10 as 18h30

A escritora Marô Barbieri estara conversando com o público em frances com os estudantes sobre este trabalho multicultural que junta três expressões artísticas:  música, literatura e artes plásticas.

Pesquisador obstinado, Villa-Lobos (1887 – 1959) percorreu o país em busca dos folclores locais com o objetivo de compor um painel da cultura nacional.

Um dos resultados de suas viagens foi uma série de 16 peças para piano compostas em 1926 e inspiradas nas cirandas, entre elas Terezinha de Jesus,  A Canoa Virou e O Cravo Brigou com a Rosa.

As melodias, que remetem às cantigas de ninar e às brincadeiras de roda, foram retrabalhadas em composições dotadas de uma complexidade nada pueril, interpretadas pela pianista Olinda Allessandrini, no Cd que acompanha o livro.    
 

Foi essa passagem da infância para o mundo adulto que impressionou a compositora a escritora Marô Barbieri e a artista plástica Clara Pechansky que assina as ilustrações. Juntas, elas registraram suas releituras no livro Cirandas de Villa-Lobos – Reivenções. 

 Cada ciranda inspirou uma ilustração de Clara e um conto de Marô. No CD, Olinda interpreta as 16 peças para piano, em gravação realizada em Berlim. O projeto gráfico é de Flávio Wild. 

 

O recital Cirandas De Villa Lobos Reinvenções será SEXTA FEIRA 10 de Abril, as 18h30 na ALIANCA FRANCESA DE BOTAFOGO, com a execução das composições pelo jovem ROGERIO HONORIO DUARTE,   leitura dramática dos contos por MARO BARBIERI e com projeção das ilustrações de CLARA PECHANSKY em telão.

O mesmo ocorre SABADO  11 de Abril, as 18h, na Livraria Travessa do Barra Shopping.

 Entrada Franca no limites dos lugares disponiveis

 
                                                                                                   MARÔ BARBIERI

 


Natural do Rio Grande do Sul. Escritora, professora e contadora de histórias, tem Licenciatura Plena em Letras (Língua e Literatura Portuguesa e Língua e Literatura Francesa) pela PUCRS. Autora de 27 livros, Marô destaca-se pelas obras voltadas ao público infantil  mas, a partir de 2013, começa a produzir livros para público infanto-juvenil e para adultos.
 
Em outubro de 2014 passou a integrar à Academia Riograndense de Letras, ocupando a cadeira de número 15. Patrona de nosso evento, Dona Marô foi convidada pela Association Kortczac e pelo Instituto do Livro da cidade polonesa de Cracovia, para animar oficinas literarias no recente Salon du Livre em Paris.
 
 


 ROGERIO HONORIO DUARTE
 
Nascido em 1997, é natural do Rio de Janeiro. Iniciou a prática em teclado aos 12 anos. Aluno da rede pública, participou dos projetos de flauta-doce de sua escola onde foi convidado por sua professora a engressar no curso de piano na FAETEC de Marecha Hermes. É músico, compositor e eventual escritor. Participou de concursos de poesias, crônicas, e composição musical. É formado profissional em música pela rede FAETEC. Atualmente atua como pianista acompanhador.

 

 "Não há como falar de música brasileira sem falar de Villa-Lobos. Digamos que a alma do Brasil no sentido musical com a nossa "cara" é graças à ele. Foi Villa quem levou o nome do Brasil para o exterior, pois os de fora diziam: "o que será que pode sair de bom do Brasil?". Villa-Lobos em toda sua ousadia fez as peças mais complexas para piano que ele pôde. Não é para qualquer um tocar suas obras!"

Posts les plus consultés de ce blog

CONGRES MONDIAL DE LA NATURE

I Wanna dance with someboby

REGARDS D'AMAZONIE A L'HOTEL LE RYAD