ENCONTROS LITERARIOS E ARTISTICOS 2015 LIVRARIA DA TRAVESSA BARRA SHOPPING


 
 
 
 
 
 

 

 

 

14h – Jovens Escritores Cariocas

Bate papo ao vivo com Marselha


Com:     

MARÔ BARBIERI é natural do Rio Grande do Sul. Escritora, professora e contadora de histórias, tem Licenciatura Plena em Letras (Língua e Literatura Portuguesa e Língua e Literatura Francesa) pela PUCRS. Autora de 27 livros, Marô destaca-se pelas obras voltada para o público infantil  mas, a partir de 2013, começa a produzir livros para público infanto-juvenil e para adultos.

Em outubro de 2014 passou a integrar à Academia Rio grandense de Letras, ocupando a cadeira de número 15. Patrona de nosso evento foi convidada pela Association Kortczac e pelo Instituto do Livro da cidadepolonesa de Cracovia, para o Salon du Livre em Paris.

Lançamento às 19h Sabado 


 
 

ALICE SANT’ANNA nasceuem 1988 no Rio de Janeiro. Em 2008, publicou seu primeiro livro de poesia, Dobradura (7 Letras). Em 2012, lançou, em parceria com Armando Freitas Filho, a plaquete Pingue-PongueRabo de baleia (Cosacnaify) recebeu o prêmio APCA de melhor título de poesia de 2013.

 

Em 2014, publicou "Ilha da decepção", com Alexandre Sant'Anna, uma plaquete que reúne fotos e um poema sobre o polo sul.  

É colaboradora da revista Serrote, publicada pelo Instituto Moreira Salles, e do jornal O Globo4 .

 
Lançamento 19h Sábado – Rabo de Baleia
 
 
 

HENRIQUE RODRIGUES nasceu no Rio de Janeiro em 1975. É doutor em Letras pela PUC-Rio. Publicou o livro de poemas “A musa diluída”, além de vários infantis e juvenis, como “Versos para um Rio Antigo” e “O tesouro na sombra da árvore. É organizador e coautor das antologias de contos “Como se não houvesse amanhã” e “O livro branco”, inspiradas nas músicas da Legião Urbana e Beatles.
Costuma visitar escolas e eventos literários, e trabalha com projetos voltados para a promoção de leitura. É cronista semanal do site Vida Breve: www.vidabreve.com . Site do autor: www.henriquerodrigues.net

Lançamento às 19h sábado ‘Como se não houvesse amanhã’, ‘A musa diluida’ e ‘O livro Branco’
 
 
 
 
 
 
 
NAIRA VERISSIMO GOMES, advogada, escreve poesias desde pequena tendo lançado dois livros ainda na adolescência: "Eu ainda não disse tudo" aos 14 anos e "Reconstruindo Ilusões Perdidas" aos 17.
Fascinada pelo mundo da literatura e amante das palavras e seus poderes. 
Lançamento às 19h sábado “Reconstruindo Ilusões perdidas” / “Eu ainda não disse tudo”
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

15h30 NOVA GERACAO DE ESCRITORES

Mediaçao: Marrô Barbieri
Com participação de Naira Verissimo
MARIENE LINO nasceuem 2001 no Rio de Janeiro. Na Escola Arte Parlendas, em Anchieta, Mariene conheceu Caio Pacheco, seu colega de turma, que ilustrou seu primeiro livro “O Som misterioso”, publicado em 2011. Publicou o segundo livro, « Conversas na geladeira » em 2013. Desde 2012 faz apresentações em escolas, bibliotecas, feiras e eventos literários falando sobre a sua trajetória e a importância da leitura na vida das pessoas. Possuium blog que anima pessoalmente.
Lançamento às 17h  Sexta e Sabado – Conversa nas Geladeiras
 
 
 
 
NINA KRIVOCHEIN é blogueira e colunista do site Nice For Kids, onde fazresenha de livros, de peças de teatro e de filmes infantis. Autora dos livros, "A vaca que nãogostava do pasto", EditoraVermelhoMarinho, RJ, (2011) e "A menina que tinhacãesinvisíveis", Editora Faces, RJ, 2013. Desde os seteanosde idade, visita escolas e bibliotecascom o ProjetoAutoresMirins - de incentivo à escrita e leitura. Este anoestáestreando no universodashistóriasemquadrinhos – uma de suas paixões - a convite do EstúdioTrêsLinhas, em Curitiba.
Lançamento às 17h  Sexta e Sabado ‘A Vaca que não gostava de pasto’ e ‘A menina que tinha cães invisíveis’
 


 
JOSE EUGENIO Apaixonado por jogos de RPG criou seus próprios jogos e para ajudar um grande amigo com síndrome de Asperger, começou a escrever um manual para que o amigo entendesse os personagens, os reinos, as regras e assim eles pudessem brincar. Esse manual deu origem ao seu primeiro livro, ‘Os Monstros Merecem um Novo Fim’, totalmente textual. De forma natural o livro também fala de questões sociais, como bullying, diferenças, respeito e superação.Convidado para as feiras literárias do Estado Rio de Janeiro de 2015, incluindo a FLIP de Paraty, José Eugênio já tem em mente o lançamento do segundo livro. ‘O Teatro e a Televisão’ também fazem parte da rotina de José Eugênio.
Lançamento às 17h  Sexta e Sabado  ‘Os Monstros Merecem um Novo Fim’
 

15h30 Contação de História



                                                                                                                                        DENISE ALMEIDA é escritora, professora e contadora de histórias. Atuou em vários eventos literários escolares como contadora de histórias, palestrante e jurada. Apaixonada pela literatura infantil lançou quatro livros: Quem não presta atenção... só se mete em confusão, Enchendo a pança no supermercado e Essa vida de criança não é mole.  Como professora regente de Sala de leitura, desenvolve na Rede pública municipal um projeto de leitura que vem sendo reconhecido pela Secretaria de Educação Municipal e pela Mídia como um projeto de sucesso.
 
 
 

20h TEATRO INFANTIL

 

Maria Minhoca de Maria Clara Machado

CIA LIGA EXTRADORDINARIA TEATRAL

 
 
 

A peça “Maria Minhoca” foi escrita em 1968, em plena ditadura militar, o que, de certa forma, explica a escolha de Maria Clara Machado de vestir o antagonista com figurino de um militar e dar-lhe o nome de “Capitão Quartel”.  O texto não é, entretanto, uma obra datada, pois as situações apresentadas durante o espetáculo, como o pai autoritário da heroína, o amor que triunfa independente das proibições e a ajuda dos amigos para lidar com situações cotidianas, são existentes no cotidiano infantil.
 
Por meio de um artifício inteligente, os namorados acabam vencendo o poderoso e ignorante capitão. A peça, na ocasião, foi censurada, é claro!
A história do amor proibido de ”Maria Minhoca” e “Chiquinho Colibri” pelo pai “Mister Bulldog” que oferece a mão da moça em para o casamento com o “Capitão Quartel”, que na verdade está interessado na beleza da moça e na riqueza do pai da moça. 

Mas, como todo homem de bom coração tem um amigo fiel, “Pedro Fon-Fon” entra em cena para elaborar planos incríveis para provar ao pai da moça que “Chiquinho Colibri” é o homem perfeito para casar com “Maria Minhoca”.
 (Ingresso R$ 5,00)
 
 
 
 

 




 
 

Posts les plus consultés de ce blog

CONGRES MONDIAL DE LA NATURE

I Wanna dance with someboby

REGARDS D'AMAZONIE A L'HOTEL LE RYAD